Naturdata.com - Biodiversidade Online
diptero.jpg
ENTRADA ESPÉCIES EQUIPA CONTACTO

 
 
 
Entrada
Sobre o Naturdata
Artigos temáticos
Jogo de Identificação
Parceiros
Vídeos
Bibliografia
Get Adobe Flash player

Datura stramonium Linnaeus

ReinoPlantae
FiloMagnoliophyta
ClasseMagnoliopsida
OrdemSolanales
FamíliaSolanaceae
GéneroDatura
Nome Comumestramónio, figueira-do-diabo, erva-do-diabo, erva-das-bruxas, castanheiro-do-diabo, erva-dos-mágicos, pomo-espinhoso, figueira-brava, figueira-do-inferno
Coordenadores Científicos
Ian Smith
Equipa técnica anterior
Alcino Alves - Colaborador; Bruno Moreira - Colaborador
© Valter Jacinto© Valter Jacinto© Ian & Clare Smith© Ian & Clare Smith
© Valter JacintoZoom
Informação adicional e observações sobre a espécie Datura stramonium

Descrição: Planta herbácea anual, de porte arbustivo, podendo alcançar mais de um metro de altura. Caule cilíndrico (19-165 cm).

Folhas características ovaladas, ovado-lanceoladas ou oblanceoladas, alternas, largas e de dentes irregulares bem marcados na margem. Pecíolo 10-90 mm, geralmente com uma fila de pêlos na página superior.

Na axila das ramificações, ou na extremidade dos caules, forma grandes flores brancas, com simetria radial, hermafroditas, pouco pedunculadas (pedúnculos erectos e pubescentes, 4-10 mm na floração e até 18 mm na frutificação). Corola (70-95 mm) afunilada de cor branca a purpúrea com pétalas soldadas quase até à parte superior.

Quando frutifica forma umas cápsulas ovóides de 24-45 × 24-43 mm, com 4 compartimentos, cobertas de acúleos (espinhos).

Produz sementes de cor negra de 2,9-4 × 2,3-3,5 mm

Floração: Junho - Outubro

Status e distribuição em Portugal: distribuída amplamente em Portugal Continental e Madeira; oficialmente classificada como invasora no Continente

Distribuição geral: originária da América central, agora distribuída em praticamente todo o mundo. Encontra-se naturalizada em quase toda a Europa, Ásia, norte de América, norte de África, Australia, Moçambique.

Particularidades: Possui uma acção farmacológica parasimpaticolítica e de anti-espasmos. Ao ser uma planta tóxica, devido à atropina que contem, a sua ingestão provoca sintomas de delírio, que se manifesta em excitação, angustia, desorientação, alucinações, insónia ou gritos, mas a escopolamina que contem atenua estes efeitos. É perigosa para o homem e para o gado.



Informação adicional e observações

D. stramonium é um tipo da planta indesejável (invasora e tóxica). Provavelmente, foi introduzida deliberadamente na Europa na época dos descobrimentos, como planta medicinal, sendo disseminada pelo homem ou naturalmente nos restantes continentes.  Vemos como uma planta cuja origem era geograficamente bastante limitada pode conquistar o mundo. Felizmente, a grande maioria das plantas introduzidas em locais fora da sua área de distribuição nativa não são tão agressivas, não produzindo alterações importantes no ecossistema em que foi introduzida e possuindo reduzida capacidade de aumentar a sua densidade e/ou expandir o seu território. Mas é difícil prever se uma planta vai se tornar invasora.
 


A ficha da espécie Datura stramonium foi actualizada pela última vez em 2011-07-30.
Distribuição
Comentários
2011-07-30 22:09:20, Mascarenhas
Popularmente esta planta também é conhecida como Figueira do Inferno, usada na medicina tradicional como abortiva.


Por favor faça login para comentar

© Naturdata.com 2009-2014