Naturdata.com - Biodiversidade Online
lesma.jpg
ENTRADA ESPÉCIES EQUIPA CONTACTO

 
 
 
Entrada
Pesquisa de espécies
Legenda

Argiope bruennichi (Scopoli, 1772)

ReinoAnimalia
FiloArthropoda
ClasseArachnida
OrdemAraneae
FamíliaAraneidae
GéneroArgiope
Nome ComumCesteira-dos-jardins, tecedeira-vespa, aranha-vespa, aranha-tigre, tecedeira-de-brünnich, aranha-dos-jardins
SinonimiasAranea brunnichii, Aranea caspia, Aranea fasciata, Aranea formosa, Aranea phragmitis, Aranea pulchra, Aranea senoculata, Aranea speciosa, Aranea zebra, Argiope bruennichii, Argiope brunnichi, Argiope fasciata, Epeira fasciata, Epeira speciosa, Miranda transalpina, Miranda zabonica, Nephila transalpina, Segestria pulchra
© Rafael Moreira© Pedro Cardoso© Pedro Cardoso© Pedro Cardoso© Pedro Cardoso© Fernando Romão© Valter Jacinto© Pedro Cardoso© Pedro Cardoso© Luís Gaifém© Miguel Berkemeier© Rui Andrade© Francisco Barros© Ricardo Ramos da Silva© Ricardo Ramos da Silva© Valter Jacinto© Hélder Conceição© Hélder Conceição© Ana Gonçalves© Dinis Cortes© Filipe Caetano© Rui Faria© António França© Rui Andrade© António Peleja© António Peleja© Diogo Oliveira© Diogo Oliveira© Emídio Machado© Emídio Machado© Emídio Machado© Emidio Machado© Emidio Machado© Emidio Machado© Emidio Machado© Emidio Machado© João Dinarés© João Dinarés© Armando Frazão
© Rafael MoreiraZoom
Informação adicional e observações sobre a espécie Argiope bruennichi

Continente: Nativa
Açores: Provavelmente Nativa.
Madeira: Provavelmente Nativa.

Ciclo de vida:   
http://naturdata.com/images/species/13000/thumbnail_1312046620.jpghttp://naturdata.com/images/species/13000/thumbnail_1271083292.jpghttp://naturdata.com/images/species/13000/thumbnail_1250331071.jpghttp://naturdata.com/images/species/13000/thumbnail_1255254251.jpg
    
http://naturdata.com/images/species/13000/Argiope-bruennichi-13038-131436094071125-tb.jpghttp://naturdata.com/images/species/13000/thumbnail_1271078909.jpghttp://naturdata.com/images/species/13000/thumbnail_1265939372.jpghttp://naturdata.com/images/species/13000/Argiope-bruennichi-13038-140597340689646-tb.jpg
    
http://naturdata.com/images/species/13000/Argiope-bruennichi-13038-140597340689646-tb.jpghttp://naturdata.com/images/species/13000/thumbnail_1250331053.jpghttp://naturdata.com/images/species/13000/Argiope-bruennichi-13038-140597340524350-tb.jpghttp://naturdata.com/images/species/13000/Argiope-bruennichi-13038-135802706480508-tb.jpg
    
http://naturdata.com/images/species/13000/Argiope-bruennichi-13038-134648203026298-tb.jpghttp://naturdata.com/images/species/13000/Argiope-bruennichi-13038-140139047082660-tb.jpghttp://naturdata.com/images/species/13000/Argiope-bruennichi-13038-133361941238802-tb.jpghttp://naturdata.com/images/species/13000/thumbnail_1310852153.jpg

 

Fêmeas:   
Comprimento do corpo: 11 a 20 mm.
A carapaça é totalmente coberta de pêlos curtos cinzentos. O abdómen é oval, muito grande com dois pequenos tubérculos anteriores e apresenta um padrão característico de linhas sinuosas pretas entre bandas brancas e amarelas alternadas. Na face ventral apresenta um par de linhas amarelas e brilhantes. As patas são castanhas pálidas, amareladas ou rosadas (raramente acizentadas), anilhadas de negro, com os fémures I frequentemente mais escuros ou com mancha escura e com um anel pálido na parte distal. O esterno é amarelo vivo com as margens escuras.
    
Machos:   
Comprimento do corpo: 4 a 6 mm
Carapaça castanha com alguns pêlos pouco densos e com duas bandas escuras. O abdómen nos machos é mais estreito e mais pequeno, com duas bandas longitudinais escuras, acastanhadas e por vezes, pouco marcadas. As patas são castanhas pálidas, anilhadas de negro, com os fémures I frequentemente escuros ou com mancha escura e com um anel pálido na parte distal.
    
Alimentação:   
Constroi uma teia radial grande, com aproximadamente 30cm de diâmetro, sem esconderijo, ligeiramente inclinada e com stabilimentum irregular ou em ziguezague geralmente na parte inferior mas que pode estar presente tanto em cima como em baixo da região central, que por sua vez é fechada, mais ou menos densa variando de aranha para aranha.
Para a construir, a aranha dobra algumas folhas e ramos de ervas, prendendo-os com fios de seda um a um. Depois de criar o espaço necessário, liga as ervas com os fios de estrutura e só depois inicia a construção.
    
Habitat:   
A teia pode estar ao nível do solo ou a poucos centímetros do mesmo.
    
Reprodução:   
Na época de acasalamento, o macho desloca-se em busca das fêmeas. Quando encontra uma fêmea, entra na teia desta com movimentos caracetrísticos fazendo vibrar a teia com as patas anteriores. Perante este sinal, a fêmea, se estiver receptiva, fica imóvel, levantando apenas um pouco o corpo, abrindo assim caminho para que o macho se coloque em posição de acasalamento e introduza, alternadamente, ambos os palpos com espermatóforo. Durante a fase final do acasalamento, e sem aviso prévio, as fêmeas frequentemente abandonam o estado de imobilidade e atacam os machos que comem em seguida. Raramente um macho sobrevive ao acasalamento. No Verão, os ovos são postos numa ooteca de seda rija de forma característica. Cada fêmea pode fazer duas ou três posturas.
    

 

Preda essencialmente gafanhotos.

Quando perturbada, desloca-se rapidamente para as ervas onde segura a parte superior da teia ou faz vibrar a teia de forma a que se torne mais difícil distingui-la entre as ervas. Se se sentir ameaçada, deixa-se cair para o solo pendurada por um fio de segurança.
Apesar de inofensiva, a picada desta espécie causa dor localizada.

As crias nascem antes do Inverno e permanecem no interior da ooteca até à Primavera, altura em que rompem a seda e se aglomeram formando uma bola de pequenas aranhas. Alguns dias depois, fazem a sua primeira muda e dispersam-se por balooning em busca de locais favoráveis para a construção de uma teia. As fêmeas são adultas desde a Primavera até ao Outono. Machos adultos no Verão.


A ficha da espécie Argiope bruennichi foi actualizada pela última vez em 2014-07-21.
Distribuição
Videos
Comentários
2014-07-20 13:27:54, Ricardo Silva
Enviem-nos esses registos com as fotos para o email info@naturdata.com que serão adicionados.
2014-07-20 00:32:27, ANTÓNIO MANUEL FONSECA PELEJA
Repara que a zona de Castro Verde e Viana do Alentejo não estão referenciadas no entanto já avistei nos dois locais e tenho fotos de uma em Castro Verde mas que parece ter uns laivos avermelhados ou castanhos.
2013-09-14 23:16:32, Luis Guilherme
Esta espécie era bastante comum no terreno à frente da minha casa na Erra-Coruche. Neste momento só tenho visto esporadicamente na minha casa.
2013-08-24 00:32:07, Ricardo Silva
Não, a vermelho quer dizer que foi vista mas sem grande certeza da espécie ou há muito tempo.
Quando diz que viu aranhas, eram desta espécie? Tem alguma foto que possa confirmar?
2013-08-22 15:37:31, Claudia
Boa tarde!
Observei que no mapa na zona de Caminha, Viana do Castelo aparece a vermelho. Penso que isso queira dizer que nao foram observadas nessa zona. Correcto? Pois, ontem, observei um numero substancial de aranhas, mais precisamente na serra de S. Joao d'Arga e Montaria.
2010-09-22 20:46:07, Ricardo Silva
Fui eu quem editou a distribuição;
Em relação a aparecer em baldios, pelas fotos e emails que recebo, ela aparece em jardins e ervas. O mesmo se passa no continente. Esta espécie encontro-a frequentemente em silvas, nas bermas das estradas, em jardins, até em valas de escoamento as encontro.
Depois há a questão de como decides se uma espécie que tem uma distribuição tão grande é ou não introduzida? Chegou lá por balloning? chegou lá de boleia em barcos? e quando? Não havendo um registo é difícil decidir. E depois há a considerar o que é uma introdução... Se uma introdução inclui todas as espécie levadas acidentalmente para algum lado, então existe um grande grande número de espécies introduzidas. Não sei, por mim, estou aberto a sugestões mas uma vez que ela existe em todas as ilhas (açores, madeira, baleares) e se encontra no mesmo tipo de habitats, parece-me não tem propriamente o perfil de uma espécie introduzida. de qualquer forma é uma questão muito pertinente e acho que merecia ser discutida.
2010-09-21 14:53:55, Luís Crespo
Não sei quem editou a distribuição, mas será mesmo nativa dos Açores e da Madeira? É que aqui nos Açores, o bicho aparece só em baldios, nunca vi em pedaço de floresta nativa... Mais facilmente será uma introdução aqui pelo menos...
2009-10-20 10:24:42, Ricardo Silva
Bem observado, vou acrescentar a inclinação da teia na ficha. Obrigado.
2009-10-12 12:07:00, Armando Frazão
Sobre a teia, e por simples observação estatística, esta está frequentemente num plano com ligeira inclinação (quase vertical) e a aranha está sempre na parte mais virada para baixo. Ao contrário do que acontece com a teia da A. trifasciata, não costumo ver o complexo de fios de seda na parte de trás da teia, existindo alguns fios são poucos.


Por favor faça login para comentar

© Naturdata.com 2009-2017