Diaphorodoris luteocincta (M. Sars, 1870)

Nudibrânquio

Morfologia de Diaphorodoris luteocincta

Pedra do Leão, Sesimbra © João Pedro Silva
Pedra do Leão, Sesimbra
Pedra do Leão, Sesimbra © João Pedro Silva
Pedra do Leão, Sesimbra
Pedra do Leão, Sesimbra © João Pedro Silva
Pedra do Leão, Sesimbra
Jardim das Gorgónias, Sesimbra © João Pedro Silva
Jardim das Gorgónias, Sesimbra
Jardim das Gorgónias, Sesimbra © João Pedro Silva
Jardim das Gorgónias, Sesimbra
Jardim das Gorgónias, Sesimbra © João Pedro Silva
Jardim das Gorgónias, Sesimbra
Jardim das Gorgónias, Sesimbra © João Pedro Silva
Jardim das Gorgónias, Sesimbra
Ponta da Passagem, Sesimbra © João Pedro Silva
Ponta da Passagem, Sesimbra
Pedra do Leão, Sesimbra © João Pedro Silva
Pedra do Leão, Sesimbra
Pedra do Leão, Sesimbra © João Pedro Silva
Pedra do Leão, Sesimbra
Pedra do Leão, Sesimbra © João Pedro Silva
Pedra do Leão, Sesimbra
Pedra do Leão, Sesimbra © João Pedro Silva
Pedra do Leão, Sesimbra
Baleeira, Sesimbra © João Pedro Silva
Baleeira, Sesimbra
Baleeira, Sesimbra © João Pedro Silva
Baleeira, Sesimbra
Baleeira, Sesimbra © João Pedro Silva
Baleeira, Sesimbra
Baleeira, Sesimbra. Nos meses de Verão, a densidade destes animais é impressionante. E muitos mergulhadores nem notam... © João Pedro Silva
Baleeira, Sesimbra. Nos meses de Ver...
 © João Pedro Silva
 © João Pedro Silva
 © João Pedro Silva
Gruta dos Pampos, Sesimbra © João Pedro Silva
Gruta dos Pampos, Sesimbra
Jardim das Gorgónias, Sesimbra © João Pedro Silva
Jardim das Gorgónias, Sesimbra
Paredes do Cabo, Sesimbra, cerca de 13m de profundidade © João Pedro Silva
Paredes do Cabo, Sesimbra, cerca de 1...

Informação detalhada sobre Diaphorodoris luteocincta

Pequeno nudibrânquio dorídeo, atingindo pouco mais de 1cm de comprimento, ocorre por vezes em grandes números. Corpo branco com manto coberto por pequenas papilas e orlado de amarelo, embora esta faixa colorida não atinja o extremo do manto. Rinóforos e brânquias brancos translúcidos. Há duas variações conhecidas, uma com o manto branco (Diaphorodoris luteocincta  var alba) e outra com manchas vermelhas no manto (Diaphorodoris luteocincta var reticulata), embora esta nomenclatura não seja geralmente aceite. Há, no entanto, autores que consideram que se poderão tratar de espécies diferentes. Alimenta-se de briozoários. A variante D. l. var reticulata pode ser confundida com D. papillata, diferindo desta por apresentar as manchas coloridas no manto e as papilas permanecerem brancas.

Referência:
- Thompson, T.E. & Brown, G.H. (1984) Biology of Opisthobranch Molluscs, Vol 2. Ray Society: London.

- Wirtz, P. & Debelius, H. (2003) Mediterranean and Atlantic Invertebrate Guide, Conchbooks, Hackenheim, Germany (ISBN 3-925919-62-7), p. 214.